4 coisas importantes que pessoas com sangue tipo ‘O’ devem saber

By | 16 de outubro de 2018

O sangue é um tecido líquido que circula por todo o corpo humano, formado por diferentes tipos de células. Em média, seis litros de sangue circulam em um adulto.

O transporte de substâncias é uma das suas principais funções, levando nutrientes e oxigênio para as células. O sangue é a fonte da vida, funcionando como um meio de transporte que leva nutrientes, oxigênio e células de defesa onde for necessário, desempenhando também um importante papel na defesa do organismo contra as ações dos agentes nocivos.

No Brasil, os grupos sanguíneos mais comuns são o ‘O’ e ‘A’, que correspondem a 87 por cento das população. O grupo ‘B’ abrange 10 por cento e o ‘AB’ apenas 3 por cento. A análise dos glóbulos vermelhos é a base para essa classificação em quatro grupos. O tipo de sangue também é identificado pelo fator Rh, sendo positivo ou negativo. Cerca de 85% das pessoas têm Rh positivo.

Doação

Os tipos possíveis de doação compatíveis são:

tipo A – recebe de A e O e doa para A e AB
tipo B – recebe de B e O e doa para B e AB
tipo AB – recebe de A,B, AB e O e doa para AB
tipo O – recebe de O e doa para A,B,AB e O

Como vimos acima, o tipo ‘O-‘ é considerado doador universal, podendo doar para pessoas de qualquer grupo sanguíneo. Por causa desta particularidade, as pessoas portadoras deste tipo de sangue tem um papel muito importante a cumprir.

Para que bancos de sangue e hospitais tenham sempre material sanguíneo à sua disposição para transplantes de emergência, é muito importante que os portadores doem sangue no mínimo uma vez por ano. O chamado doador universal precisa entender que este simples ato pode ajudar a salvar muitas vidas.

Salvando vidas

Cada bolsa de sangue, com 400 ml, é capaz de salvar até quatro vidas. Pacientes com problemas de coagulação, que foram submetidos a um transplante e vítimas de acidentes estão entres os beneficiados.

A doação de sangue não traz quaisquer riscos à saúde, pois a medula substitui o sangue retirado em até 2 meses nos homens e em 3 meses nas mulheres. No Brasil, cerca de 3 milhões de pessoas doam sangue regularmente. Para impedir falhas pontuais nos bancos de sangue, o ideal era termos 4 milhões de doadores, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os portadores do tipo ‘O’ possuem algumas características que vão além do fato de poderem ser doadores universais.

1. Uma saúde muito boa

As pessoas portadoras do tipo O são menos propensas a distúrbios de memória, doenças cardiovasculares e conseguem escapar do câncer com mais facilidade pois a pessoa portadora deste tipo tem um sistema que detecta e destrói células cancerosas mais eficazmente.

Os portadores do tipo O tem uma maior resistência à malária; no entanto, são mais vulneráveis a doenças como os distúrbios da tireoide e úlceras gástricas, de acordo com a Mother Nature Network.

2. Uma personalidade guerreira

O portador do grupo sanguíneo ‘O’ nasceu para liderar. Quando ele colocam um objetivo na cabeça, não desiste até conseguir. Além de uma boa resistência física, esse tipo de pessoas é muito organizado e bastante responsável em tudo aquilo que faz. Por isso, quem estiver à procura de um bom parceiro para qualquer atividade, deve procurar alguém do tipo ‘O’.

3. Impulsividade e hiperatividade

Quando o portador do tipo O está sob pressão, ele perde facilmente o bom senso, podendo fazer coisas inesperadas e de resultados duvidosos. A hiperatividade faz com que pareça em alguns momentos como um vulcão prestes a entrar em erupção.

4. Sem cafeína ou álcool

O portador do tipo sanguíneo ‘O’ deve evitar qualquer aproximação com álcool e cafeína, ou qualquer outra substância psicoativa, pois os seus níveis de adrenalina estão sempre muito altos. Essa pessoa deve também evitar o consumo de sementes e produtos lácteos por causa de seus problemas de digestão.