Escola pede que pais proíbam seus filhos de assistir o canal do Felipe Neto e você nem imagina porque

By | 20 de outubro de 2018

Felipe Neto, um dos maiores youtubers do Brasil, está envolvido numa inusitada e curiosa polêmica nas redes sociais. Tudo começou quando uma escola privada do Distrito Federal enviou um bilhetes aos pais dos alunos.

No recado, a direção da escola pediu aos pais dos alunos que não permitissem aos seus filhos assistir aos vídeos de Felipe Neto, que tem mais de 25 milhões de inscritos no seu canal.

A escola reconhece que o youtuber é um ‘fenômeno de internet’ mas acredita que o comportamento dos alunos pode vir a ser influenciado de maneira negativa por causa dos temas polêmicos abordados por Felipe.

“Senhores pais e responsáveis, o ator, comediante e youtuber Felipe Neto virou um dos fenômenos da internet. Possui mais de 20 milhões de seguidores e trata de diversos temas, alguns bastante agressivos. Estamos enfrentando realidades trágicas, devido ao uso desequilibrado de videogames e aos encantamentos provocados pelos youtubers, nos mundos virtuais, dos jogos eletrônicos, da idolatria em torno dos famosos da tecnologia, embora sem nenhum conteúdo”, era o conteúdo do recado da direção da escola aos pais.

Confira o bilhete:

A veracidade do bilhete foi confirmada por jornais de Brasília, que conversaram com Lisane Pereira, coordenadora pedagógica do Centro Educacional Delta. Ela disse que recebiam na escola muitos pais angustiados, que não sabem o que fazer para mudar o comportamento dos filhos.

Segundo Lisane Pereira, as muitas horas passadas na internet em que os alunos trocam a noite pelo dia leva a uma queda de rendimento na escola. “Alguns alunos mudaram o seu comportamento, se tornando agressivos, por causa das atitudes destes influenciadores. É muito preocupante ver isso acontecendo com crianças pequenas, porque depois fica mais difícil de mudar”, lamentou a pedagoga.

Advogados do youtuber estudam ação judicial

A assessoria de Felipe Neto disse que irá tratar do caso no departamento jurídico. O influencer reiterou o seu compromisso com o conteúdo livre para todas as idades, sem piadas de teor sexual, sem palavrões, reafirmando o compromisso de não influir negativamente na educação dos jovens, que é da responsabilidade da família.

Felipe Neto reforçou a importância de pais e responsáveis, sublinhando que promove mensagens de igualdade de gênero, de aceitação, de combate ao machismo e homofobia, temas que ele considera importante como profissional e ser humano.

O youtube também usou o seu Instagram para ironizar a situação, partilhando a foto do bilhete com uma legenda: “Faltou a escola escrever ‘É VERDADE ESSE BILETE’”, fazendo referência a um meme que viralizou recentemente. Porém, ele apagou a publicação e substituiu pela nota oficial da assessoria.

Na internet, a polêmica estalou e os internautas debatem o assunto divididos. Os muitos seguidores defendem Felipe Neto enquanto algumas pessoas concordam com a atitude da escola.