Lutando contra câncer, Ana Furtado faz revelação sobre seu tratamento

By | 18 de outubro de 2018

Ana Furtado emocionou o Brasil ao participar do programa Mais Você, de Ana Maria Braga, onde falou sobre a sua doença e o tratamento que está fazendo.

A mulher de Boninho contou que descobriu o tumor enquanto tomava banho: “Dava para sentir bem, era do tamanho de um botão pequeno. Estava bem visível e ei fiquei preocupada porque sabia que tinha cisto em ambas as mamas, mas nunca tão palpável”, contou.

Os telespectadores ficaram muito emocionados com a participação de Ana Furtado no Mais Você, dando início ao ciclo de entrevistas sobre o Outubro  Rosa no programa.

Ana Furtado explicou que adotou a franja por o cabelo começou a cair com o tratamento de crioterapia, onde ela usava uma touca cuja temperatura chega aos -4ºC, para evitar a queda normal com a quimioterapia.

“Eu chegava a ficar 5 horas por dia com a touca e a dora era brutal”, recordou. A famosa contou que perdeu de 30 a 40 por cento do cabelo e que só está usando a touca porque trabalha com a imagem, pois senão não teria problemas em se juntar ao “exército de mulheres guerreiras” que assumem a condição.

“Perdi cabelo na lateral, na frente, na nuca. Por isso fiz a franja”, acrescentou Ana.

Ana Furtado descobre o tumor com auto-exame

A mulher de Boninho contou que foi durante o banho que começou a ter suspeitas do tumor, reforçando a importância do auto-exame.

“Faço o auto-exame no banho, avaliando as mamas em frente ao espelho para detectar alguma coloração diferente ou deformidade. É muito importante o exame do toque circular nas mamas, ver se tem secreção, apalpar também a axila.

Prestei sempre atenção às mamas e foi justamente no banho que descobri este danado. Do tamanho de um botão pequeno, estava bem palpável, o que me deixou logo preocupada, que tinha cisto em ambas as mamas, mas nunca tão visível”, disse.

O tratamento da apresentadora

A artista passou a tomar a medicação depois de 6 sessões de quimioterapia. Segundo o seu médico oncologista, Ana Furtado teve acesso à melhor tecnologia possível.

A primeira coisa que fez foi uma cirurgia minimamente invasiva, muito menor das que foram feitas no passado, com resultado estético incrível e não foi preciso remover os gânglios da axila.

Segundo o profissional de saúde, cada tipo de câncer tem um tratamento específico, por isso ela fez uma série de testes genéticos e moleculares, para verificar se o tumor se alimentava de hormônio e se tinha moléculas de agressividade para então escolher o tratamento mais apropriado.

“Ela teve que se submeter à quimioterapia moderna e fez a touca, que é uma técnica para amenizar a queda de cabelo”, disse o médico Fernando Maluf.

Ela é um exemplo, afirmou Fernando Maluf

O médico oncologista elogiou à combatividade da artista: “Ela é um exemplo de que, no processo de cura, além da tecnologia, é fundamental a postura do paciente. Durante todo este tempo, ela demonstrou humildade e gratidão ao pessoal do hospital que cuidou dela. Ela é uma inspiração para todos nós e para todas as mulheres que sofrem com o câncer de mama”.