Segundo Sol: Luzia e Valentim descobrem que são mãe e filho e tem encontro que emociona

By | 9 de outubro de 2018

Um dos momentos mais esperados da novela Segundo Sol acontece quando Valentim descobre que Luzia é sua mãe biológica. Karola roubou o rapaz quando ele ainda era bebê e o criou como seu filho com o cantor Beto Falcão.

Depois que Rosa conta para ele tudo o que aconteceu e Karola confirma toda a trama diabólica que teceu, Valentim aceita se encontrar com Luzia, numa cena muito emocionante.

“Coisa boa que você está está aqui, Valentim, eu queria tanto lhe ver, falar com você”, diz ela. “Eu também queria, pensei tanto no que eu ia dizer,  mas agora que estou aqui, já não lembro de nada”, diz o rapaz, nervoso.

“Fique tranquilo que para mim esse momento também não é fácil. Difícil imaginar que alguém tenha vivido o que a gente está vivendo nesse momento… Conhecer o meu filho que já é um homem”, prossegue Luzia

“Desculpa se eu não corro e não lhe abraço, não lhe chamo de  mãe, digo um monte de coisas bonitas… eu tô muito triste, é como se eu tivesse perdido minha mãe… isso que Karola fez foi uma grande maldade. Mas estou sendo sincero, é difícil lhe ver como minha mãe, assim como não consigo pensar nela como se não pensasse em minha mãe, é tudo muito confuso, perceber que minha vida foi uma mentira”, diz Valentim, se emocionando.

Luzia estende a mão para o filho: “Vem cá, senta aqui comigo… não preciso ser sua mãe, eu posso ser sua amiga…”, diz. “Eu não sei como será no futuro, mas eu estava pensando naquele dia em que a gente se conheceu, no meu camarim, ainda como Ariella… eu senti uma conexão sem explicação com você”, diz Luzia. “Eu senti a mesma coisa, a gente se deu super bem de cara, não é?”, lembra Valentim.

“Foi… você é parte de mim, cresceu aqui dentro, e acredito que a gente se reconheceu de alguma maneira, agora, eu acho que entendo tudo aquilo que eu senti por você naquela hora, aquela ligação… tanta afinidade, um encanto, um afeto desmedido. Eu sei que amor não se constrói de uma hora para outra, mesmo amor de mãe e filho, eu não vou forçar a barra, não importa quanto vai demorar, mas eu respeito o seu tempo, sei que podemos construir essa relação”, diz ela.

“Quero que fique sabendo que amo você da mesma maneira que amo Ícaro e Manu, porque eu sempre tive esse amor dentro de mim, desde que fiquei grávida de seu pai, esse amor não morre nunca…”, diz. Valentim continua pedindo desculpas à mãe. “Mesmo eu tendo duvidado tanto de você, tendo sentido tanta raiva? Desculpa ter sido tão injusto”, diz o rapaz

“Eu não tenho o que desculpar, Valentim… você é filho do Beto, o único homem que amei nessa vida, você é um presente que a vida me deu. Quando fiquei sabendo que meu filho não tinha morrido, eu fiquei feliz mas angustiada ao mesmo tempo por saber onde ele está, como é que vive… Eu sempre pensei em como teria sido aquele bebê que eu tive, qual o rosto, o sorriso, o olhar… e agora que eu sei que é você, eu não poderia querer de outra maneira, você é muito mais do que tudo que eu imaginei…

você é o menino mais doce, mais adorável, mais íntegro, mais lindo que uma mãe poderia sonhar em ter… e apesar de tudo que aconteceu, de tudo que a gente tá passando, eu só consigo agradecer por você existir, e ser o meu filho”, diz Luzia, que vê o filho chorando e limpa suas lágrimas. “Eu só quero, um dia, poder ser uma boa mãe pra você, lhe ver feliz, ter você junto de mim, meu amor”, diz ela, abraçando Valentim

FONTE: RESUMO DAS NOVELAS